quinta-feira, 28 de julho de 2016

Salmo 32


1 Como é feliz aquele que tem suas transgressões perdoadas e seus
pecados apagados!

2 Como é feliz aquele a quem o SENHOR não atribui culpa e em
quem não há hipocrisia!

3 Enquanto eu mantinha escondidos os meus pecados, o meu
corpo definhava de tanto gemer.

4 Pois dia e noite a tua mão pesava sobre mim; minhas forças foram-se
esgotando como em tempo de seca.

5 Então reconheci diante de ti o meu pecado e não encobri as minhas
culpas. Eu disse: Confessarei as minhas transgressões ao SENHOR, e
tu perdoaste a culpa do meu pecado.

6 Portanto, que todos os que são fiéis orem a ti enquanto podes ser
encontrado; quando as muitas águas se levantarem, elas não os atingirão.

7 Tu és o meu abrigo; tu me preservarás das angústias e me
cercarás de canções de livramento.

8 Eu o instruirei e o ensinarei no caminho que você deve seguir; eu o
aconselharei e cuidarei de você.

9 Não sejam como o cavalo ou o burro, que não têm entendimento
mas precisam ser controlados com freios e rédeas, caso contrário não
obedecem.

10 Muitas são as dores dos ímpios, mas a bondade do SENHOR protege
quem nele confia.

11 Alegrem-se no SENHOR e exultem, vocês que são justos!
Cantem de alegria, todos vocês que são retos de coração!

salmo 31


1 Em ti, SENHOR, me refugio; nunca permitas que eu seja
humilhado; livra-me pela tua justiça.

2 Inclina os teus ouvidos para mim, vem livrar-me depressa!

Sê minha rocha de refúgio, uma fortaleza poderosa para me salvar.

3 Sim, tu és a minha rocha e a minha fortaleza; por amor do teu

nome, conduze-me e guia-me.

4 Tira-me da armadilha que me prepararam, pois tu és o meu refúgio.


5 Nas tuas mãos entrego o meu espírito; resgata-me, SENHOR,

Deus da verdade.

6 Odeio aqueles que se apegam a ídolos inúteis; eu, porém, confio no

SENHOR.

7 Exultarei com grande alegria por teu amor, pois viste a minha aflição e

conheceste a angústia da minha alma.

8 Não me entregaste nas mãos dos meus inimigos; deste-me segurança

e liberdade.

9 Misericórdia, SENHOR! Estou em desespero! A tristeza me

consome a vista, o vigor e o apetite.

10 Minha vida é consumida pela angústia, e os meus anos pelo gemido;

minha aflição esgota as minhas forças, e os meus ossos se enfraquecem.

11 Por causa de todos os meus adversários, sou motivo de ultraje

para os meus vizinhos e de medo para os meus amigos; os que me
veem na rua fogem de mim.

12 Sou esquecido por eles como se estivesse morto; tornei-me como um

pote quebrado.

13 Ouço muitos cochicharem a meu respeito; o pavor me domina, pois

conspiram contra mim, tramando tirar-me a vida.

14 Mas eu confio em ti, SENHOR, e digo: Tu és o meu Deus.


15 O meu futuro está nas tuas mãos; livra-me dos meus inimigos e

daqueles que me perseguem.

16 Faze o teu rosto resplandecer sobre o teu servo; salva-me por teu

amor leal.

17 Não permitas que eu seja humilhado, SENHOR, pois tenho

clamado a ti; mas que os ímpios sejam humilhados, e calados fiquem no Sheol.

18 Sejam emudecidos os seus lábios mentirosos, pois com arrogância e

desprezo humilham os justos.

19 Como é grande a tua bondade, que reservaste para aqueles que te temem,

e que, à vista dos homens, concedes àqueles que se refugiam em ti!

20 No abrigo da tua presença os escondes das intrigas dos homens;

na tua habitação os proteges das línguas acusadoras.

21 Bendito seja o SENHOR, pois mostrou o seu maravilhoso amor

para comigo quando eu estava em uma cidade cercada.

22 Alarmado, eu disse: Fui excluído da tua presença! Contudo, ouviste

as minhas súplicas quando clamei a ti por socorro.

23 Amem o SENHOR, todos vocês, os seus santos! O SENHOR preserva

os fiéis, mas aos arrogantes dá o que merecem. 

24 Sejam fortes e corajosos, todos vocês que esperam no SENHOR

Salmo 27


1 O SENHOR é a minha luz e a minha salvação; de quem terei
temor? O SENHOR é o meu forte refúgio; de quem terei medo?

2 Quando homens maus avançarem contra mim para destruir-me, eles,

meus inimigos e meus adversários, é que tropeçarão e cairão.

3 Ainda que um exército se acampe contra mim, meu coração

não temerá; ainda que se declare guerra contra mim, mesmo assim estarei confiante.

4 Uma coisa pedi ao SENHOR; é o que procuro: que eu possa viver

na casa do SENHOR todos os dias da minha vida, para contemplar a
bondade do SENHOR e buscar sua orientação no seu templo.

5 Pois no dia da adversidade ele me guardará protegido em sua

habitação; no seu tabernáculo me esconderá e me porá em segurança
sobre um rochedo. 

6 Então triunfarei sobre os inimigos que me cercam. Em seu

tabernáculo oferecerei sacrifícios com aclamações; cantarei e louvarei
ao SENHOR.

7 Ouve a minha voz quando clamo, ó SENHOR; tem

misericórdia de mim e responde-me.

8 A teu respeito diz o meu coração: Busque a minha face! A tua face,

SENHOR, buscarei.

9 Não escondas de mim a tua face, não rejeites com ira o teu servo; tu

tens sido o meu ajudador. Não me desampares nem me abandones, ó
Deus, meu salvador!

10 Ainda que me abandonem pai e mãe, o SENHOR me acolherá.


11 Ensina-me o teu caminho, SENHOR; conduze-me por uma vereda

segura por causa dos meus inimigos.

12 Não me entregues ao capricho dos meus adversários, pois

testemunhas falsas se levantam contra mim, respirando violência.

13 Apesar disso, esta certeza eu tenho: viverei até ver a bondade do

SENHOR na terra.

14 Espere no SENHOR. Seja forte! Coragem! Espere no SENHOR.

domingo, 26 de junho de 2016

Salmo 26


1 Faze-me justiça, Senhor , pois tenho vivido com integridade.
Tenho confiado no Senhor , sem vacilação.

2 Sonda-me, Senhor , e provame, examina o meu coração e a minha mente;

3 pois o teu amor está sempre diante de mim, e continuamente
sigo a tua verdade. 

4 Não me associo com homens falsos, nem ando com hipócritas;

5 detesto o ajuntamento dos malfeitores, e não me assento com os ímpios.

6 Lavo as mãos na inocência, e do teu altar, Senhor , me aproximo

7 cantando hinos de gratidão e falando de todas as tuas maravilhas.

8 Eu amo, Senhor , o lugar da tua habitação, onde a tua glória habita.

9 Não me dês o destino dos pecadores, nem o fim dos assassinos;

10 suas mãos executam planos perversos, praticam suborno abertamente.

11 Mas eu vivo com integridade; livra-me e tem misericórdia de mim.

12 Os meus pés estão firmes na retidão; na grande assembleia bendirei o Senhor .

domingo, 10 de abril de 2016

HÁ CAMINHO DE VIDA E MORTE.

HÁ CAMINHO QUE PARECE DIREITO... MAS, NO FIM, É CAMINHO DE MORTE
Provérbios 14:12

Grande verdade esta que Salomão nos deixou. 
 Há caminhos que nos parecem direitos, justos e bons, mas, no final, são uma catástrofe. 
Devemos estar sempre alerta e medir cada passo da nossa vida. São ilusões e as ilusões devem ser abandonadas rapidamente.

Isto acontece, muito particularmente, com a juventude. 
Tudo lhes parece bem e, por vezes, abandonam os caminhos de sucesso por outros de aparência fácil e, quando querem retroceder, é tarde. 
Meditai bem na vossa vida, nos vossos caminhos, e procurai pautá-los pela vontade de Deus.

Lembremo-nos da parábola do filho pródigo, contada por Jesus em Lucas 15. 
Como foram duras as consequências de seguir caminhos que pareciam fáceis.
 As riquezas cedo se esgotaram, os elogios breve se tornaram escárnios e o empobrecido filho encontrou-se a si mesmo disputando com os porcos as alfarrobas que eles comiam.

Jesus avisa - "Eu Sou o Caminho, a Verdade e a Vida, ninguém vem ao Pai senão por Mim".
 Este caminho pode não ser o mais fácil, nem o mais rápido, mas é o mais honesto, o mais acertado, o único que permite atingir o alvo da nossa vida de homens. Jesus é o Único Caminho que nos leva a sair da companhia dos "porcos" e nos leva seguros à casa do Pai.

Estás disponível para deixares o caminho fácil da perdição pelo caminho da vida e da salvação? 
Crê no Senhor Jesus Cristo e atende ao Seu convite para O seguires (Mateus 11:28-30).

quinta-feira, 7 de abril de 2016

Salmo 25


1 A ti, SENHOR, elevo a minha
alma.

2 Em ti confio, ó meu Deus. Não
deixes que eu seja humilhado, nem que
os meus inimigos triunfem sobre mim!

3 Nenhum dos que esperam em ti
ficará decepcionado; decepcionados
ficarão aqueles que, sem motivo,
agem traiçoeiramente.

4 Mostra-me, SENHOR, os teus
caminhos, ensina-me as tuas veredas;

5 guia-me com a tua verdade e
ensina-me, pois tu és Deus, meu
Salvador, e a minha esperança está
em ti o tempo todo.

6 Lembra-te, SENHOR, da tua
compaixão e da tua misericórdia,
que tens mostrado desde a
antiguidade.

7 Não te lembres dos pecados e
transgressões da minha juventude;
conforme a tua misericórdia,
lembra-te de mim, pois tu,
SENHOR, és bom.

8 Bom e justo é o SENHOR;
por isso mostra o caminho aos
pecadores.

9 Conduz os humildes na justiça e
lhes ensina o seu caminho.

10 Todos os caminhos do SENHOR
são amor e fidelidade para com os que
cumprem os preceitos da sua aliança.

11 Por amor do teu nome,
SENHOR, perdoa o meu pecado,
que é tão grande!

12 Quem é o homem que teme
o SENHOR? Ele o instruirá no
caminho que deve seguir.
13 Viverá em prosperidade, e os
seus descendentes herdarão a terra.

14 O SENHOR confia os seus
segredos aos que o temem, e os leva
a conhecer a sua aliança.

15 Os meus olhos estão sempre
voltados para o SENHOR, pois só
ele tira os meus pés da armadilha.

16 Volta-te para mim e tem misericórdia
de mim, pois estou só e aflito.

17 As angústias do meu coração se
multiplicaram; liberta-me da minha
aflição.

18 Olha para a minha tribulação e
o meu sofrimento, e perdoa todos os
meus pecados.

19 Vê como aumentaram os meus
inimigos e com que fúria me odeiam!

20 Guarda a minha vida e livra-me!
Não me deixes decepcionado, pois
eu me refugio em ti.

21 Que a integridade e a retidão me
protejam, porque a minha esperança
está em ti.

22 Ó Deus, liberta Israel de todas as
suas aflições!

Salmo 23


1 O SENHOR é o meu pastor; de
nada terei falta.

2 Em verdes pastagens me faz repousar

e me conduz a águas tranquilas;

3 restaura-me o vigor. Guia-me nas

veredas da justiça por amor do seu
nome.

4 Mesmo quando eu andar por

um vale de trevas e morte, não
temerei perigo algum, pois tu estás
comigo; a tua vara e o teu cajado me
protegem.

5 Preparas um banquete para mim

à vista dos meus inimigos. Tu me
honras, ungindo a minha cabeça
com óleo e fazendo transbordar o
meu cálice.

6 Sei que a bondade e a fidelidade

me acompanharão todos os dias da
minha vida, e voltarei à casa do
SENHOR enquanto eu viver.